Search
sexta-feira 4 dezembro 2020
  • :
  • :

CIDADÃO HONORÁRIO MONÇONENSE

O senhor José Ribamar Sousa, recebeu da Câmara Municipal de Monção, o título de “Cidadão Honorário de Monção. A solenidade de reconhecimento pelo excelente trabalho, carinho e respeito com o povo monçonense, foi realizada no dia 09 de novembro de 2018, às 18h, no Plenário da Câmara Municipal, contou com a presença de todos os vereadores, autoridades do município, amigos e familiares do homenageado.

BIOGRAFIA

José Ribamar Sousa nasceu no dia 03 de outubro de 1935, no município de São Luís, no estado do Maranhão. De família humilde, seus pais, João Mariano Sousa e Margarida Rainha Castro Sousa, sempre se preocuparam com o futuro do filho e priorizaram sua educação, por considerar esta um importante aliado para a vida. José Ribamar teve uma infância sofrida, mas sempre esteve lutando para alcançar seus objetivos. Em sua trajetória escolar, estudou na cidade de São Luís o antigo primário e em seguida fez o curso de Auxiliar de Enfermagem, no período de 1949 a 1951, no Colégio de Serviços de Assistência a Menores – SAM. Com tal formação, ajudou muitas pessoas, desenvolvendo seu trabalho na área da saúde em vários bairros de sua cidade, sempre com muito comprometimento, responsabilidade e cuidado com a vida da população.

Devido ao seu empenho, dedicação e amor à profissão, foi convidado pelo enfermeiro Francisco Sales Lira para residir na cidade de Cajari – MA e ser responsável pelo “Socorro Farmacêutico” da cidade. O convite foi aceito e José Ribamar Sousa mudou-se para a cidade de Cajari, onde foi recebido pelo senhor José Álvaro Bezerra Rêgo. O apoio da família Rêgo por ele foi muito grande e os cuidados eram como se fossem para um filho, tendo essa consideração e amizade mantidas até os dias de hoje por ambas as famílias.

Assim como na infância, a juventude de José Ribamar Sousa também foi muito árdua, mas em nenhum momento seus pensamentos o desviaram para seguir caminhos que o prejudicariam. Morando em Cajari, conheceu Maria Assunção Abreu, com quem se casou em 09 de setembro de 1952. O casal teve oito filhos, dos quais quatro nasceram em Cajari e quatro em Monção. A família só cresceu e José Ribamar é, hoje, rodeado por netos e bisnetos que o alegram grandemente.

Após o casamento, continuou sua missão na saúde, proporcionando meios para melhorar suas atividades e tornar seu trabalho cada vez melhor para atender os cajarienses. Em abril de 1961, recebeu a visita do prefeito da cidade Monção, o senhor Antonilson Coelho Costa, que lhe convidou para atuar na área da saúde da cidade, pois o enfermeiro José Moreno Muniz estava fazendo curso para outra área (advogado).

Em maio de 1961 José Ribamar Sousa veio para Monção. Os senhores Manelão e Daniel foram lhe buscar, de lancha, para socorrer uma pessoa que estava “passando mal”. Após tal contato, no dia 30 de junho de 1961 mudou-se para Monção com sua família, aceitando o convite de trabalho do então prefeito Antonilson.

O reconhecimento pelo seu trabalho aumentou cada vez mais, sendo admirado e respeitado pelos cajarienses e monçonenses, que acabaram disputando por José Ribamar Sousa. Abaixo assinados eram feitos para conseguir a sua volta para Cajari, enquanto os monçoneses revidavam pedindo que permanecesse na cidade.

Em 1962 José Sousa retornou para Cajari disputando uma vaga de vereador. Ao ser eleito, ficou na cidade durante o período que exerceu o cargo no Legislativo. Terminado o mandato, os senhores Antonilson Costa e José Bastos o trouxeram novamente para Monção.

Sua carreira na vida pública em Monção teve início em 1967, chegando a exercer o mandato de vereador por quatro vezes. Na Casa Legislativa, o seu último mandato foi no período 1996 a 1999.  Encerrou a sua vida pública no ano de 2012, com o término do mandato de Vice-Prefeito, período de 2009 a 2012, na gestão da ex-prefeita Paula Francinete.

José Sousa sempre teve grande atuação na área da saúde. As pessoas não deixavam de buscar o seu conhecimento, sendo que sua casa sempre foi cheia para os atendimentos de consultas.  Tal reconhecimento o levou a exercer o cargo de “Diretor da Saúde”, na época da prefeita Maria das Dores e o de Secretário Municipal de Saúde, durante um ano e meio, no primeiro mandato do ex-prefeito José Henrique de Araújo Silva.

José Ribamar Sousa sempre foi atuante na política e área da saúde do município de Monção, mas a área da educação também marcou a sua vida. Em 1977, com o apoio do prefeito Antonilson Coelho Costa, de Francisco Barroso e alguns amigos, fundou o Colégio Albérico França Ferreira, que oferecia à população monçonense o Ensino Médio, Técnico em Contabilidade, Magistério e 4º ano adicional. O colégio contribuiu muito para o ensino de jovens monçonenses, sendo uma das maiores escolas do município atualmente.

José Ribamar Sousa sempre teve como uma inspiração de vida a seguinte frase: “Quem não vive para servir, não serve para viver”. Sua família, filhos, netos e bisnetos tem um exemplo de homem a ser seguido.

Deste modo, por seu excelente trabalho, carinho e respeito com o povo desta cidade, hoje ele recebe da Câmara Municipal de Monção o título de Cidadão Honorário Monçonense.

“Em nome de todos, nosso muito obrigado! ” (Vereador Moizaniel Marques Amorim)

Assessoria da Presidência